Portal Eletricista

Dicas Gerais sobre instalação elétrica



Conheça o ar-condicionado portátil e suas principais características

Conheça o ar-condicionado portátil e suas principais características
221 Flares Twitter 0 Facebook 221 Google+ 0 221 Flares ×

Sabemos da importância que o ar-condicionado possui nos dias em que o calor torna-se insuportável. O clima do planeta anda cada vez mais desordenado, em virtude do aquecimento global, muitas pessoas sofrem as consequências resultantes de uma sensação térmica que provoca desconforto. As empresas que fabricam condicionadores de ar oferecem diversos modelos para satisfazer ao gosto dos consumidores, na busca por soluções práticas que soam como tentativa de amenizar esse problema. Um deles seria o modelo portátil. É justamente sobre esse tipo que iremos fazer uma análise a qual inclui não apenas características auxiliares na decisão pela compra, mas também um comparativo entre ele e o Split já anteriormente apresentado em outro artigo aqui do Portal Eletricista.

Vantagens do ar-condicionado portátil

 Muitas vezes precisamos adquirir o nosso aparelho de ar-condicionado, mas é preciso conhecer sobre os parâmetros que determinam qual tipo deverá ser obtido. Avaliar as dimensões do local em que o eletrodoméstico será utilizado constitui pré-requisito indispensável à sua escolha. O modelo de ar-condicionado portátil se adapta exclusivamente aos ambientes considerados pequenos, lembrando que não substitui os tradicionais Split (de parede, com unidades evaporadora e condensadora separadas). Dessa forma, façamos uma explanação do que seriam as especificações técnicas deste produto diferenciado e conheçamos algumas vantagens oferecidas a quem pretende utilizá-lo.

Fácil adaptação: Os ar-condicionados portáteis se ajustam a qualquer ambiente pequeno e podem ser transportados facilmente. Significa que podemos conduzi-los a diversas partes de uma residência por exemplo. Mas entenda que a eliminação de água produzida durante a climatização precisa ocorrer com adaptação de um dreno ou tubulação que leve esse líquido para o exterior do cômodo em questão, tornando obrigatória a existência de uma saída onde a tubulação possa desembocar.

Considerando que esse tipo de aparelho poderá ser conduzido a outros locais diferentes de sua residência, considere inclusive a opção de levá-lo ao seu sítio quando resolver passar um final de semana por lá.

Reparo simplificado: Se algum defeito ocorrer com seu condicionador de ar portátil, simplesmente retire-o da tomada e leve-o a uma assistência técnica. Lembrando que nos modelos tradicionais Split, o reparo deverá ser feito no próprio local do aparelho, pois ele não poderá ser retirado da parede em que tenha sido afixado.

Praticidade: Ar-condicionado portátil não requerer instalação de unidade externa (compressora). Isso porque seus dois principais componentes (evaporadora e condensadora) encontram-se presentes unicamente no interior do equipamento.

Em alguns edifícios aonde a convenção impeça os moradores de instalarem condicionadores do tipo janela ou que utilizem compressora externa (Split), esses modelos representam a solução ideal para tais casos.

Custo reduzido: Ao adquirir um aparelho de ar-condicionado portátil, não precisamos contratar um técnico especializado para fazer sua instalação. Essa tarefa é bastante simples, bastando seguir as instruções que acompanham o manual do produto. Isso representa uma boa economia em termos de investimento.

Desvantagens do ar-condicionado portátil

Nível de Ruído: Geralmente os ar-condicionados portáteis apresentam considerável nível de ruído, que pode representar certo incômodo ao usuário. Ele situa-se inteiramente na parte interna do ambiente onde é utilizado, logo dê preferência aos modelos que contêm o compressor rotativo, menos ruidosos.

Troca de Calor: Para que o processo de convecção (retirada de calor da parte interna do ambiente em que está o condicionador portátil) possa ocorrer, é necessário fazer uso de um tubo extensor que conduza o ar quente para fora do local. Mesmo sendo portátil, esse aparelho só poderá ser adaptado aos espaços aonde existam saídas em que será devidamente encaixado o referido duto.

Consumo: No comparativo entre modelos, o portátil não pode ser considerado tão econômico. Apesar das potências serem equivalentes às de outras espécies mais eficientes, incrivelmente o consumo desses aparelhos supera qualquer expectativa. Isso é algo a ponderar, sobretudo quando o principal objetivo for reduzir os gastos mensais com a conta de energia.

Rendimento: Em termos de funcionamento podemos dizer que o ar-condicionado portátil se comparado às demais espécies que seriam adaptadas a paredes, possui um rendimento inferior. Considerando o fator potência, apesar de possuir a mesma capacidade em BTUs que os modelos tradicionais, a nível de funcionalidade apresenta comportamento insatisfatório.

Escoamento de água: O produto resultante da evaporação do ar por qualquer condicionador seria a água. No modelo portátil, ela fica armazenada em um reservatório que deve ser esvaziado logo após atingido seu limite, sob pena do aparelho desligar caso não se faça isso (algumas marcas apenas possuem esse complexo sistema).

Sistema do ar-condicionado portátil

A figura a seguir apresenta a forma de instalação de um ar-condicionado portátil.

formas de montagem e instalação de um  ar-condicionado portátil.

Vemos portanto como adaptar corretamente o seu eletrodoméstico para uso no interior do ambiente a ser climatizado. A unidade portátil acompanha alguns itens necessários à instalação:

Mangueira que transporta ar quente para fora do espaço interno, localizada na saída do condensador;

Conector que deve ser adaptado ao orifício de uma “régua” (instrumento também fornecido com o produto);

Régua ajustável para janelas, gerando vedação necessária para que o ar frio possa circular adequadamente dentro do local em que esteja o aparelho.

Comparativo entre modelos de condicionadores de ar

Na hora de comprar um climatizador, surgem inúmeras dúvidas bastante comuns. A principal delas é sobre qual modelo escolher. Algumas observações cabem aqui, facilitando mais essa decisão com esclarecimentos importantes e que merecem atenção especial para que se evite investimentos inadequados. Avaliemos portanto a nível de comparação os três modelos de condicionadores de ar à venda no comércio, segundo os prós e contras inerentes a cada tipo. Confira a seguir.

Ar-condicionado de janela

Apesar de não ser mais tão utilizado, os ar-condicionados que são conhecidos por janeleiros continuam a ser uma opção boa e barata para qualquer ambiente. Custa menos que os atuais Split e portáteis, devendo ser instalados em aberturas na parede, aonde a parte traseira deve ficar para fora do cômodo. Contém nível de ruído aceitável e alguns aparelhos acompanham controle remoto, que garante maior praticidade em sua manipulação (operações liga-desliga e mudança de temperatura). Sua instalação é simples, porém uma desvantagem desse modelo é o fato de apresentar um consumo maior de energia se comparado aos Splits.

Ar-condicionado de janelaAr-condicionado de janela instalado

Ar-condicionado portátil

A escolha de um modelo portátil deve levar em conta principalmente as dimensões do ambiente, sendo considerado inadequado para espaços grandes. Seu valor é relativamente caro e só deve-se escolher esse tipo quando não houver a possibilidade de uso dos demais (geralmente quando as leis do condomínio em que se reside impede o posicionamento de uma unidade externa no caso dos Splits ou a instalação de um janeleiro cuja parte traseira é introduzida na parede do ambiente e apontará para fora). O peso de aparelhos dessa espécie é grande, em torno de 30kg, porém muitos acompanham rodinhas que facilitam seu deslocamento para qualquer lugar em que se deseje utilizá-lo. Custo de instalação: zero. Sim, porque basta fazer um furo na parede para conectar um tubo extensor, que realiza o envio do calor para fora do ambiente e trás para ele o ar frio. Não precisa de profissional especializado, você mesmo consegue fazer isso seguindo instruções pertinentes ao manual do produto.

Custo de instalação do Ar-condicionado portátil é zero

Ar-condicionado Split

Aparelhos mais eficientes, pois cumprem de forma adequada a função para a qual foram destinados. Realizam a troca de ar no ambiente através de duas unidades: uma interna (evaporadora) que introduz ar frio no cômodo e outra externa dita condensadora que retira o ar quente que circula internamente nesse processo dito convecção térmica. Isso reduz o incomodo ruído presente nos condicionadores de ar, pois o compressor (aparelho que faz barulho ao retirar o ar quente) fica localizado na parte externa da edificação. Mais econômicos que os janeleiros, essa redução no consumo pode ser de até 40% se comparados aos mesmos. São modernos por apresentarem filtros que auxiliam na retirada de impurezas, tornando o ambiente muito mais saudável e o ar que por ali circule mais respirável. Seu custo é variável, alguns são baratos. Mas saiba que a instalação de produtos como esse requer conhecimentos especializados, portanto deverá contratar um profissional competente para realizá-la. Ainda assim esse custo adicional é compensado pela economia no pagamento de sua conta mensal de luz, que deverá reduzir.

Ar-condicionado Split, são aparelhos mais eficientes

Cuidados ao adquirir um ar-condicionado portátil

Se você optar pela compra do ar-condicionado portátil após ler atenciosamente o comparativo anterior, saiba que existem alguns cuidados básicos que se deve tomar ao pensar em adquiri-lo. São eles:

– Como todo aparelho climatizador, é preciso verificar a potência consumida. Quanto maior o valor de sua capacidade, maior será também o consumo, portanto o melhor é ficar atento a esse detalhe;

– Verifique as dimensões do espaço em que pretende utilizá-lo. Esse modelo não funciona bem nos ambientes maiores, ainda que sua potência seja grande. Apenas reduz o calor, amenizando-o e isso considerando-se locais (cidades) aonde exista uma certa umidade do ar, situados em regiões consideradas frias;

– Observe a vedação traseira que é onde o tubo extensor deverá ser encaixado. Lembrando que ele retira o ar quente do cômodo, portanto se houver vazamento na conexão, isso reduzirá sua eficiência. Esse tubo deverá ser acoplado a uma régua que acompanha o produto, em que o engaste precisa ser firme ao posicioná-lo em sua janela, permitindo a condução satisfatória do ar;

– Escolha entre modelos com ou sem reservatório. Os que possuem reservatório, uma vez que é produzida umidade no processo de convecção térmica, necessitam ser esvaziados num período de 24 a 48 horas. Tais modelos são mais baratos, porém os que não contêm reservatório também não produzem umidade adicional, o que constitui uma vantagem a mais no uso.

 Conclusões

Quando se busca conforto em dias aonde predomina o calor causticante, é preciso adquirir o condicionador de ar capaz de satisfazer nossos objetivos. Analise criteriosamente os modelos apresentados e faça a melhor escolha. Não compre um produto simplesmente por impulso, defina suas necessidades quando então poderá eleger o tipo que se ajusta às condições de espaço e operação desejadas. Esses fatores aliados ao desenvolvimento de novas funcionalidades que tornam ainda mais prático o climatizador, podem determinar a escolha certa, evitando que você perca dinheiro e se aborreça com a aquisição de um eletrodoméstico inapropriado.

Postar Comentários

Comentários

Tags:

POSTAR UM COMENTÁRIO


221 Flares Twitter 0 Facebook 221 Google+ 0 221 Flares ×