Portal Eletricista

Dicas Gerais sobre instalação elétrica



Economia: Saiba qual tipo de lâmpada escolher para economizar

Saiba qual tipo de lâmpada escolher para economizar
158 Flares Twitter 0 Facebook 156 Google+ 2 158 Flares ×

Tomando-se por base o fator consumo, é interessante avaliar a relação custo-benefício ao adquirir-se determinado tipo de lâmpada.

Conforme vimos, as incandescentes serão abolidas do mercado por inúmeras razões que justificam o desuso. Ao emitir mais luz, consome mais energia portanto tornam-se inviáveis na prática.

Calculando o consumo médio conforme a lâmpada utilizada

Por exemplo, se uma lâmpada de 60 W permanecer ligada durante 10 horas por dia durante um mês, supondo que o preço do kWh seja de R$ 0,50 (este valor é estipulado por cada companhia elétrica de fornecimento) vamos às contas:

Energia = Potência x Tempo

Potência = 60 W

Tempo = 10 hs x 30 dias (mês) = 300 hs

Logo a energia consumida será:

Energia consumida = (60 x 300)/1000 x 0,50 = R$ 9,00

As lâmpadas fluorescentes possuem alta emissão de luz (luminosidade) e consomem muito menos energia que as incandescentes. O mercado popularizou o uso delas, com preços acessíveis e adaptando-as a formatos que justifiquem a escolha. Por serem bastante econômicas, vêm sendo utilizadas plenamente.

Uma fluorescente de 15 W equivale a uma incandescente de 60 W. Aplicando esses valores ao exemplo de consumo anterior temos:

Energia consumida = (15 x 300)/1000 x 0,50 = R$ 2,25

Significa que o valor do consumo equivale a ¼ do que se obtém utilizando a incandescente. Com uma economia de 75% obtida, alguns fabricantes prometem até 80% com 8000 hs de vida útil.

As lâmpadas de LED são constituídas de semicondutores e não foram produzidas para iluminar ambientes, porém aos poucos estão ganhando cada vez mais espaço. São as lâmpadas que apresentam o menor consumo energético se comparada a de qualquer outra espécie. Possuem vida útil longa (podendo chegar a 80.000 horas) e são bem mais econômicas.

Em termos comparativos, podemos dizer que uma lâmpada de LED de 8 W equivale a uma incandescente de 60 W. Logo temos:

Energia consumida = (8 x 300)/1000 x 0,50 = R$ 1,20

Ou seja, corresponde a um consumo que é quase a metade do equivalente a uma fluorescente, lembrando que sua duração é de 10 vezes mais. Se comparada às incandescentes a economia pode chegar a 90% com vida útil melhor.

A que conclusão chegamos sobre as lâmpadas

Concluímos que mesmo com o emprego de lâmpadas fluorescentes tubulares ou compactas, sendo preferencialmente adequadas a diversas aplicações existe uma forte tendência a substituição delas pelas lâmpadas de LED, que ganham força pelas suas qualidades conhecidas. As chamadas lâmpadas de estado sólido conquistam cada vez mais os consumidores que buscam melhor qualidade (eficiência luminosa) e redução de consumo (economia) sobretudo. Portanto vem aí a terceira geração de lâmpadas que garante revolucionar os atuais conceitos de utilização da luz, sendo inclusive ecologicamente correta.

Confira também: Tipos de Lâmpadas e sua Relação Custo-Benefício

Postar Comentários

Comentários

Comentário

  1. LAMPADAS LED – POR QUE USAR? | diz

    […] FONTE: PORTALELETRICISTA.COM.BR (http://www.portaleletricista.com.br/economia-com-lampada-certa/) […]

POSTAR UM COMENTÁRIO


158 Flares Twitter 0 Facebook 156 Google+ 2 158 Flares ×