Portal Eletricista

Dicas Gerais sobre instalação elétrica



Smart Grid – as redes inteligentes de energia elétrica

Smart Grid - as redes inteligentes de energia elétrica
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Para entender a modernidade das redes inteligentes de energia elétrica é preciso antes fazer um panoramo histórico de tal serviço no Brasil, destacando os principais aspectos  dessa trajetória.

Veja também Como trocar um medidor elétrico externo – consumo de energia

A história da eletricidade no Brasil teve inicio em 1879 quando Dom Pedro II deu a Thomaz Alva Edison a oportunidade de trazer para o país suas invenções relacionadas a iluminação pública. Nesse período foi inaugurada a  Estação Central da Estrada de Ferro Dom Pedro II, atualmente mais conhecida como Central do Brasil.

Smart Grid - as redes inteligentes de energia elétrica

Smart Grid – as redes inteligentes de energia elétrica

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A primeira iluminação externa ocorreu, de fato, dois anos depois, em 1881, sob responsabilidade  da Diretoria Geral dos Telégrafos instalou no Rio de Janeiro, especificamente na Praça da República.

 

No ano de 1903 o Congresso Nacional aprovou o primeiro texto que tratava do uso de energia elétrica no país. Outro marco importante na história da energia elétrica no Brasil foi quando em 1921 a General Eletric – a primeira fábrica de lâmpadas – se instalou na cidade do Rio de Janeiro.

 

A gestão de Vargas foi responsável pela criação de várias medidas como o Código das Águas, o Conselho Nacional de Águas e Energia e o custo histórico. Medidas que tinham como objetivo regulamentar e fiscalizar a distribuição de energia elétrica e a relação do serviço com os investidores.

 

Foram 120 anos de histórias, conquistas, regulamentação, empresas e políticas públicas em torno da energia elétrica no país. Como o programa federal Luz para todos que tem como objetivo levar energia elétrica para 12 milhões de brasileiros que não têm acesso ao serviço. Mais recentemente o governo federal junto com o Paraguai assinaram um acordo sobre venda de energia elétrica gerada por Itaipu.

 

Todas os acontecimentos históricos e políticos relacionados à distribuição de energia elétrica facilitou o advento de tecnologias que facilitam a implementação de funcionalidades, visando como alvo o usuário e público consumidor. Já as redes inteligentes de energia são originárias do inglês smart grid, trata-se de uma arquitetura de distribuição de energia elétrica, que traz mais segurança  e inteligência para o usuário, que torna possível a integração entre vários usuários conectados.

smart-grid2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O fluxo de energia elétrica e de informações acontece de maneira bidirecional. Assim, a energia poderá ser gerada e integrada a partir de unidades consumidoras. Dessa maneira quem é consumidor poderá ser um produtor também, tendo os dois papéis e que fornece energia à rede.

 

Sensores das redes elétricas enviam dados do consumo de energia diretamente da unidade consumidora. Esses sensores alimentam os sistemas comerciais e técnicos facilitando o planejamento mais efetivo e eficiente da rede. O objetivo da rede é reduzir ao máximo a ocorrências e a duração de falta de energia.

Dica Como fazer a limpeza de ar condicionado – dicas, passo a passo

 

Os medidores inteligentes interagem em tempo real com a empresa que concede energial, permitindo que acompanhem com proximidade como a energia é utilizada em casa. Outro fator é poder abastecer carros elétricos com energia, uma inovação que em breve será mundial. Essas possibilidades de consumo mais econômico e consciente da energia elétrica também reduzem a emissão de gases de efeito estufa do sistema elétrico brasileiro.

Postar Comentários

Comentários

Tags:

POSTAR UM COMENTÁRIO


0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×