Categorias
Curiosidades Dicas

Lâmpadas de LED – saiba tudo sobre.

Assim como os diversos setores do nosso cotidiano as
lâmpadas de LED e vários segmentos da nossa vida acompanham os avanços tecnológicos, trazendo o que há de mais moderno para facilitar a nossa vida ou nos trazer vantagens.

Como trocar o reator de lâmpadas

Lâmpadas de LED – Vantagens e desvantagens

Com a iluminação não poderia ser diferente, prova disso são as lâmpadas de LED, que logo em seu lançamento acabaram assustando um pouco os consumidores pelo preço maior que as comuns, mas que a cada dia tem dominado o mercado.

Há anos ter uma iluminação de LED em casa gerava um gasto muito grande, então acaba que a barreira de ter essa nova iluminação era muito forte. Mas com o tempo, as pessoas perceberam que por mais que o investimento fosse alto comparado aos demais tipo de iluminação, valia a pena, já que gerava redução na conta de luz.

A tecnologia usada na iluminação de LED é antiga, vem da década de 60, mas a utilização da mesma no cotidiano é recente, moderna e que agrada boa parte da população.

Como as lâmpadas funcionam?

O funcionamento é feito através de um diodo emissor de luz, o que mostra que ele é composto por material semicondutor e organizado em chips. Esses participam de um circuito elétrico que estimulam o movimento dos elétrons, fazendo com que a luminosidade seja liberada.

Diferente do que ocorre com as lâmpadas comuns, as de LED não têm filamentos que precisam ser esquentados. Quando há a queima de uma lâmpada normal, isso quer dizer que um dos filamentos deu problema, fazendo com que ela seja inutilizada.

Como as lâmpadas de LED não possuem esses filamentos, a durabilidade delas é bem maior, além de consumir 90% menor de energia das lâmpadas normais, o que gera uma grande economia a longo prazo.

Com o passar do tempo, essa tecnologia ficou muito evidente, fazendo com que envolvesse ainda mais adeptos e fizessem essa migração dos pequenos “sinalizadores” para dispositivos maiores e totalmente de LED.

Como econimizar energia? 110 ou 220? dicas, passo a passo

Aprenda como fazer a instalação de um Quadro de Distribuição – passo a passo

Aprenda como fazer a instalação de ar condicionado split – passo a passo

Quais são os custos x benefícios das lâmpadas de LED?

É fato que as lâmpadas de LED custam mais que as lâmpadas comuns, mas em contrapartida elas duram muitos anos e não há necessidade de gastar com manutenção. O consumo das luzes de LED tem seu consumo correspondendo a cerca de 13% das demais lâmpadas, fazendo com que o retorno do dinheiro investido com a compra das mesmas, seja certo e em um curto período de tempo.

É comum os preços das lâmpadas com tecnologia de LED variar muito, isso vai de acordo com a intensidade da luz e o como a mesma foi produzida. Espera-se que com a grande migração de consumidores das lâmpadas comuns para as de LED faça os preços cada vez mais caírem, fazendo com que a optar por LED seja cada dia mais vantajoso.

Um outro fator que faz com que o LED venha ganhando cada vez mais espaço no mercado de iluminação e decoração é a sua duração, que em média chega a 25 vezes mais que uma lâmpada comum com iluminação equivalente.

Um exemplo é uma só lâmpada pode durar por aproximadamente 14 anos, isso de acordo com o uso comum de luz em uma casa.

Categorias
Curiosidades Dicas

Aquecedor solar caseiro – saiba como fazer o seu

Sem dúvidas fazer um aquecedor solar caseiro não é uma tarefa fácil, mas também não é nada tão impossível. Você vai precisar ter o material necessário, usar técnicas básicas e lembrar de alguns conceitos de física estudados na época da escola.

Tabela de disjuntores – Como escolher, normas, tipos, dicas, passo a passo

Aprenda como fazer a instalação de ar condicionado split – dicas, passo a passo

Aquecedor elétrico – Dicas, passo a passo

É uma forma barata de ter um sistema de aquecimento solar caseiro e ecológico. Você montando um aquecedor solar caseiro, economizará bastante em energia elétrica, diminuindo a sua conta de luz e vai contribuir para o meio ambiente.

O aquecedor solar caseiro é uma maneira de converter a energia do Sol em energia elétrica, sem que haja envolvimento de eletricidade ou outros fatores arriscados, mas sempre recomendamos ter cuidado.

O que preciso de material?

Abaixo listamos os materiais necessários para fazer o aquecedor solar caseiro:

  • 2 tubos de PVC de 32 mm e 70 cm de comprimento;
  • 2 joelhos de PVC de 90 º soldáveis de 32 mm;
  • 1 adaptador de PVC 32 mm por 1”;
  • Duas luvas de PVC soldáveis de 32 mm;
  • 3 caps PVC de 32 mm;
  • Uma placa EPS (para isolamento térmico);
  • 1 cap PVC com rosca de uma polegada;
  • Placa de forro de PVC modular alveolar de 1,25 x 0,62;
  • 1 esmalte sintético (não imobiliário) preto fosco (cerca de 40 ml por coletor);
  • 1 adesivo bi-componente ou resina isofitálica.

Além desses materiais, será preciso ter ferramentas e itens como: furadeira, pincel, pregos, lixas e trenas.

Como é feita a montagem do aquecedor solar caseiro?

Tendo o material em mãos, a montagem do aquecedor solar vai parecer bem mais fácil. Primeiro é preciso adaptar os tubos de PVC de 70 cm os fixando bem e fazendo um corte de 61 cm de comprimento.

Não deixe de centralizar o corte, distribuindo as margens de 4,5 cm para cada lado, ficando uniformemente. O corte deve ter 1,1 cm de largura. Com o corte feito, use a lixa para fazer o acabamento de maneira que a placa alveolar encaixe sem sobras.

Encaixe a placa nos dois tubos, verifique se ficaram bem presos. Limpe com álcool e deite sobre uma camada de jornal, usando o adesivo ou a resina em volta do encaixa, nos 2 canos, para que vede bem. É ideal deixar secar por duas horas, vire a estrutura e faça a mesma coisa do outro lado.

Espere 24 horas para secar totalmente e pinte uma das faces, a superior, da estrutura com o esmalte preto fosco. Pinte também a face superior, menos as pontas dos tubos, para que não impeça o encaixe dos outros objetos.


Instalações Elétricas: Montagem de um Quadro de Distribuição

Com a parte estrutural pronta, você terá o coletor pronto. Depois daí resta a montagem em relação à estrutura. Use os componentes que vedam as saídas de duas das quatro. As saídas que estão liberadas devem estar uma na diagonal da outra.

Em uma dessas duas saídas, deverá passar a entrada de água, pelo bombeamento da piscina e na outra, você deve encaixar a tubulação que faz o retorno da água para a piscina.

Pronto, o seu aquecedor solar caseiro está feito! Como mostramos, no início pode até parecer difícil, mas não é bem assim. Agora você poderá aproveitar todas as vantagens de ter um aquecedor solar caseiro na sua casa.

Categorias
Curiosidades Dicas

Ar condicionado aumenta muito o consumo de energia eletrica?

É normal as pessoas associarem o aumento da conta de luz com o uso do ar condicionado, já que ele é um dos grandes colaboradores de consumo de energia. Isso ocorre porque todo aparelho que produz calor, costuma consumir mais energia elétrica. Entre esses aparelhos temos a geladeira, o chuveiro elétrico e o ferro de passar, objetos que acabam sendo utilizados diariamente.

Mas a pergunta que não quer calar é: o ar realmente gasta muita energia elétrica? Sim, por mais que existam muitos boatos sobre o consumo excessivo de energia pelo ar, ele realmente consome bastante.

Você pode encontrar pela internet várias tabelas que comparam o consumo de energia de uma casa com e sem o uso do ar condicionado. Realmente impressiona essa comparação.

 Como fazer a instalação de ar condicionado split

Como diminuir a conta de energia eletrica residencial

Apesar de eu ter visto tabelas comparativas e comentários a respeito do assunto, eu quis fazer meu próprio teste e certificar se haveria realmente um consumo alto com o uso do ar e no mês de abril de 2016 coloquei em prática. Veja o resultado abaixo.

Uso do ar condicionado e o uso normal

Um dos fatores que devem ser considerados em uma tabela para comparar o uso com e sem ar condicionado, é o uso normal dos aparelhos domésticos comuns, os mais encontrados são:

  • Uma geladeira (mais econômica)
  • Um microondas
  • Número de Computador e quanto tempo fica ligado
  • Carregadores de celulares
  • Dois aparelhos de televisão (novos e econômicos)
  • Uma máquina de lavar roupas
  • Ferro de passar (quanto tempo fica ligado?)
  • Número de chuveiros elétricos
  • Lâmpadas elétricas (comuns x LED)
  • Número de ventiladores de teto.

Veja se há mais algum ou se algo da lista não consta em sua casa, isso vai ajudar a você comparar a sua conta.

Como se faz a medição?

É bem simples, basta todos os dias pela manhã anote o número de consumo de energia do momento de kwhs no relógio de força. Nos dias posteriores faça a mesma coisa, subtraindo o valor do dia atual com o dia do anterior, sabendo exatamente quantos kwhs foram consumidos.

Como faço para economizar com o uso do ar?

Por mais que o ar consuma muita energia elétrica, há algumas formas de piorar ou melhorar a situação. Há algumas dicas que irão fazer você economizar.

Dimensiona a quantidade de btus necessário para que o local fique resfriado, isso porque se você colocar um ar com capacidade menor que o recomendado, ele precisará ficar mais tempo ligado para gelar o cômodo, fazendo com que ele consuma mais.

Deixar porta ou janela abertas com o ar ligado, gera o mesmo problema que falamos acima, ele não conseguirá resfriar o ambiente e vai ficar ligado por mais tempo tentando compensar.

Não deixe de comprar aparelhos com classificação A relacionado ao consumo de energia, além de conversar com o profissional que irá fazer a instalação sobre como vai ser a mesma e qual o melhor e mais econômico modelo.

Por mais que siga as dicas para economizar com o uso do ar, ele realmente consome bastante energia elétrica. Sabemos que em boa parte do ano é necessário usá-lo, mas não podemos de ser cautelosos para que não haja um susto com a chegada da conta de luz.

Categorias
Curiosidades Dicas

Qual a diferença de consumo dos ar condicionado split para o de janela?

Entender as diferenças entre os tipos de ar condicionado split é a melhor maneira para escolher o que mais se encaixa a suas necessidades.

Hoje a principal dúvida na hora da compra é entre o ar condicionado split ou o de janela, as comparações são várias, mas a principal é sobre a diferença entre o consumo de energia.

Ar condicionado de janela

O ar condicionado mais conhecido de janela,  é um dos mais tradicionais e por mais que não ser repleto de tecnologia, há modelos digitais e com controle remoto, que facilitam o controle de temperatura.

Esse tipo acaba sendo mais vantajoso por ter preços mais atrativos e a instalação ser mais fácil comparado ao ar split, o que acaba fazendo com que muitas pessoas acabem optando por esse.

Diferente dos silenciosos ar condicionado split, o ar de parede acaba fazendo mais barulho ao estar trabalhando, assim como a sua capacidade de refrigeração ser menor, já que os modelos não ultrapassam os 30.000 BTUs.

Esse tipo de ar condicionado é indicado para ambientes menores e como eles afetam a parte exterior da sua casa ou apartamento, é preciso saber se há a possibilidade de mudanças na fachada do seu imóvel.

Ar condicionado split

São os modelos mais modernos, onde o aparelho é dividido em duas partes: uma fica dentro da parte escolhida da casa e é ela que distribui o ar e outra, que é condensadora, instalada na parte de fora, fazendo todo o resfriamento do ar.

Esse tipo de ar tem maior capacidade de refrigeração, chegando a 80.000 BTUs, com consumo mais baixo de energia, mais modernos e menos barulhentos, já que a unidade condensadora fica na parte externa.

Uma das principais desvantagens e que acaba pesando na hora da escolha é o valor da instalação ser mais caro, além da quebra da parede e instalação da tubulação.

Ele é ideal para ambientes de todos os tipos, maiores ou menores, já que há modelos com capacidade para o seu tipo de cômodo e como parte dele fica na parte externa do seu imóvel, ele é mais indicado para as pessoas que podem fazer alterações em sua fachada ou onde já há espaço destinado para acomodar a condensadora.

Qual o melhor ar condicionado para a minha casa?

A melhor forma para escolher o aparelho de ar que se adapta melhor a sua residência é analisando as características mencionadas acima, colocando os prós e contras de acordo com a sua casa.

Apesar de haver infinitos tipos de ar de janela e ar condicionado split, indicamos que você faça uma listinha com os seus objetivos em ter tal ar, pode ser o consumo, controle de velocidade, temperatura, cor. Sem dúvidas assim ficará mais fácil de optar por um modelo.

Após escolher o tipo de ar: split ou de parede, compare os modelos, quais as funções que o X tem que atendem melhor suas necessidades e pronto, aí é só pesquisar as lojas que oferecem o melhor preço e forma de pagamento e adeus calor!