Categorias
Dicas Eletrônica Segurança Eletrônica Telecomunicação

Fibra óptica – Sua aplicação e seus tipos

A fibra óptica é uma espécie de seguimento de fio extremamente fino e maleável, feita de um vidro do tipo ótico que funciona de forma de forma eletricamente isolante.

Sua função primordial nos sistemas eletrônicos, informática e de telecomunicação é transmitir conteúdo digital através de sinais em forma de luz por longas distâncias numa velocidade incrível.

Internet Wifi – dúvidas, sinal, dicas, passo a passo
Camera Infravermelho – como funciona, dicas, passo a passo
Segurança com sistema eletrônico

Composição da fibra óptica

fibra-optica2

 

 

 

 

 

 

 

 

A fibra óptica é composta por um núcleo finíssima feito de vidro em fibra pelo qual a luz passa sem nenhum possibilidade de interferência. Envolvendo o núcleo vem uma interface, material do tipo ótico que espelha a luz para o núcleo e por fim vem a capa parte final da composição que geralmente possui uma estrutura plástica para proteger a interface e núcleo de possíveis interferências.

Tipos de Fibras

fibra-optica3

 

 

 

 

 

 

 

 

Quantos aos tipos de fibra, existem dois mais utilizados, que possuem usos diferentes e especificações diferentes como você pode acompanhar abaixo:

Fibras monomodo

A transmissão da luz do tipo infravermelha passa pelas fibras monomodo, através de apenas um modo, como a figura acima mostra e como o próprio nome sugere. Esse tipo de fibra permite transmissões de sinais para maiores distâncias visto que o prolongamento da dispersão do laser é maior, é uma fibra que custa mais pois se mostra mais eficiente em termos de velocidade em relação as fibras multimodo.

Fibras multimodo

As fibras multimodo também transmitem luz infravermelha, porém sua composição utiliza as propriedades dos LEDS, diodos emissores de luz. Seus núcleos maiores permitem passar mais de um sinal como mostra a figura acima. Essas fibras são largamente utilizadas em redes de curto alcance comos as redes locais de empresas e estabelecimentos pequenos como Call Centers.

Outras aplicações para a fibra de óptica

No geral, as fibras ópticas são largamentes utilizadas mais nas aplicações que envolvem a telecomunicação, sobretudo com grande impacto no desenvolvimento da Internet e Televisão, porém ela também é muito utilizada em procedimentos na medicina, como a laparoscopias e outros que são feitos por médicos especialistas em oftalmologia.

Principais Vantagens

A principais vantagens na utilização são em termos de velocidade e segurança, sendo que cada vez ela se sobressai aos fios de cobre, sendo ela um ideal recurso para encurtar distâncias e facilitar os processos da telecomunicação, sofrendo menos ou quase nenhum interferência do tipo eletromagnética por causa de sua propriedade isolante, ter menos perda total de sinal durante transmissões e ser composta de um material, o vidro, mas fácil de se obter na natureza facilitando assim as condições de comercialização para os vendedores, fornecedores e também usuários finais dos meios de telecomunicação e informática.

 

Sem a utilização dessa ferramente revolucionário não teríamos todo esse avanço em termos de velocidade de acesso e streaming de vídeo, sinal e transmissão de dados, assim devemos muito a essa tecnologia que ainda está para se desenvolver mais ainda numa era onde se promete conectar a internet a tudo (Internet de Tudo e Internet das Coisas) além de oferecer maior abrangência com a realidade virtual e conteúdos de alta resolução.

 

 

Categorias
Dicas Eletrônica Telecomunicação

Saiba o que é cabeamento de rede e quais os tipos

As redes hoje em dia se popularizaram bastante com a modernização e o barateio dos aparelhos que a envolvem:  switchs, roteadores, placas e cabos ficaram mais acessíveis para o acesso do público maior, ficando assim mais fácil acessar a internet, compartilhar arquivos e impressoras além de realizar configurações de segurança envolvendo Firewall e modificações em proxy nos arquivos e páginas visitadas na rede.

Seja em casa onde você pode ter a disposição uma generosa rede onde pode dispor de uma multiconexão com tablets, desktops, impressoras, celulares e com as mais recentes novidades do mundo da tecnologia até mesmo eletrodomésticos e itens vestíveis como relógios inteligentes conectados num mesmo serviço de conexão via internet.

Cabo Crossover – Entenda o que é e qual a sua utilidade
Internet Wifi – dúvidas, sinal, dicas, passo a passo

Os sistemas operacionais como o Windows também ajudam bastante na hora de realizar as configurações básicas e ajustes de dados nas redes, oferecendo assistentes pessoais para executar tal tarefa. Por sua vez no Linux, por exemplo, você deverá implementar a rede utilizando o modulo de transferência SFTP de arquivos SSH.

Quais são os componentes de um cabeamento de rede?

cabeamento-de-rede2

 

 

 

 

 

 

 

Bom, na constituição mais básica de uma rede de computadores temos a necessidade inicial de que cada uma das máquinas conectadas possuam uma placa de rede como a ilustrada em baixo, um switch ou um hub onde os computadores irão se conectar através dos cabos que também são itens essenciais.

É bom ressaltar que essa formação de rede é a forma mais simples possível e existem diversas outras formas mais complexas de como uma rede de computadores pode ser formada, isso em nível local, doméstico, empresarial e global.

A placa de rede inclusive é um dos componentes que mais foram barateados no mercado de informática devido a alta fabricação das mesmas, além de ser um componente com forma relativamente menos complexa de se desenvolver em relação a outros componentes do hardware do computador.

Os Padrões de Redes

Existem basicamente três padrões de redes Ethernet: de 1 gigabit, 100 megabits e 10 megabits. As placas podem ser compatíveis entre si, mas por possuírem taxas diferentes de velocidade, a placa mais lenta influenciará na maneira que as outras duas se comunicarão.

Redes de padrão de 10 megabits são consideradas ultrapassadas por não corresponderem atualmente com a demanda de dados. Uma forma de realizar uma atualização da rede para o padrão de 100 megabits seria apenas trocar do hub ou switch da mesma juntamente com as placas dos computadores. O número do padrão pode ser identificado impresso nos cabos com os escrito CATEGORY geralmente antes do número.

cabeamento-de-rede3

 

 

 

 

 

O cabeamento de rede Gigabit Ethernet podem servir para aqueles que necessitam maior velocidade de conexão, eles transmitem até 125 megabytes por segundo. Você pode encontrar tais cabos no mercado com um preço acessível já que o preço não salta tanto aos olhos podendo chegar a um preço que varia de 70 a 90 reais o metro, podendo variar mais se você decidir levar cabos já crimpados em vez de crimpar eles em casa ou no seu lugar de trabalho.

 

Como crimpar um cabo de rede?

cabeamento-de-rede4

 

 

 

 

 

 

 

 

Para pode crimpar os cabos, tudo o que você tem que ter em mãos primeiro é um alicate especial descascador de cabos de rede. Você pode o encontrar facilmente em lojas especializadas em informática ou na internet.

Com o descascador em mãos realizar os movimentos para abrir o cabo com cuidado para não cortar os fios por dentro. Depois separe com os dedos cada fio deixando pequenos espaços entre eles.

cabeamento-de-rede5

 

 

 

 

 

 

 

Estando separando você já poderá ter reparado que cada fio, no total 8 possui um cor diferente, sendo postos desta forma como um Padrão EIA 568B, no qual cada cada cor possui ser par, como podemos ver a disposição de cores baixo:

  1. Branco com Laranja
  2. Laranja
  3. Branco com Verde
  4. Azul
  5. Branco com Azul
  6. Verde
  7. Branco com Marrom
  8. Marrom

Os cabos devem ser encaixados seguindo a ordem conforme a imagem abaixo:

cabeamento-de-rede6

Categorias
Curiosidades Dicas Eletrônica Telecomunicação

Cabo Crossover – Entenda o que é e qual a sua utilidade

O cabo crossover é um cabo simples com o par trançado com geralmente o padrão de categoria 5, um cabo que geralmente possui uma cobertura de plástico azul ou preta em torno dele.

A forma de como é crimpado o torna singular em relação aos outros. Seus fios são encaixados com suas 8 pontas de uma maneira diferente no conector. Basicamente o que é faz é literalmente cruzar os polos dos pares, invertendo-os, possibilitando a transferência de dados e o compartilhamento de informação entre computadores e impressora de um mesmo seguimento de rede.

Lâmpadas de Led – vantagens, desvantagens, onde usar,dicas
Como saber se um reator de lâmpada fluorescente queimou – dicas, passo a passo
Conheça o ar-condicionado portátil e suas principais características

Em outras palavras se conectarmos um computador A com um computado B, com um cabo crossover poderemos realizar uma comunicação entre eles sem a necessidade da utilização de hub ou um switch, esse tipo de recurso pode economizar tanto dinheiro quando tempo numa operação que necessita da utilização de equipamentos como computadores, notebooks, impressoras, hubs e switches.

Conexões do cabo crossover

 

  • Computador para computador

 

O cabo crossover é ideal para encurtar a comunicação entre máquinas sem a necessidade de hubs ou switches, isso facilita muito o dia a dia de uma empresa ou até mesmo o dia a dia de um profissional de informática que lida com muitos dados.

 

  • Switch para switch

 

Para via de conectar uma rede mais extensa ou tornar a a conexão mais acessível é recomendado a implementação do cabo crossover com conectar switches.

 

  • Hub para hub

 

Os hubs podem ser muito úteis para conectar diversos computadores numa rede e utilizar um cabo ou mais de um cabo crossover para conectar um ou mais hubs numa rede pode ser bastante interessante.

 

Como construir um cabo crossover?

cabo

 

 

 

 

 

 

 

Para construir um cabo Crossover é requisitado que você utilize do mesmo processo de crimpagem padrão abrindo o cabo, separando as pontas do cabo mas com um detalhe: você precisará inverter os pares dentro do conector sendo assim o fator determinante para que você possa ter a comunicação entre duas máquinas via cabo crossover.

 

cabo2

 

 

 

 

 

 

 

 

Você poderá fazer a inversão dos pares com maior sucesso se seguir os padrões internacionais para o cabo crossover: T568B e T568A. Abaixo você poderá verificar com cuidado como são postos a ordem dos pares para cada padrão nos fios:

 

Ordem para o Padrão: T568B

 

  • Laranja e Branco (Serve para receber dados)
  • Laranja (Serve para receber dados)
  • Verde e Branco (Função de envio de dados)
  • Azul ———————————— N/D
  • Azul e Branco ———————— N/D
  • Verde (Função de envio de dados)
  • Marrom e Branco ——————– N/D
  • Marrom ——————————– N/D

 

Ordem para o Padrão T568A:

 

  • Verde e Branco (Função de envio de dados)
  • Verde (Função de envio de dados)
  • Laranja e Branco (Serve para receber dados)
  • Azul ———————————— N/D
  • Azul e Branco ———————— N/D
  • Laranja (Serve para receber dados)
  • Marrom e Branco ——————– N/D
  • Marrom ——————————– N/D

 

Ao crimpar você mesmo pelo menos um cabo de rede tornando-o crossover de acordo com os padrões internacionais em vez de compra-lo já pronto, você terá vivenciado a prática necessária para aprender a configurar uma rede simples de conexão Computador a Computador, principal função do cabo crossover.

Categorias
Dicas Telecomunicação

10 DICAS PARA EVITAR CILADAS COM SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÃO

Os serviços de telecomunicação apresentam um grande e preocupante índice de reclamações, e em diversas situações, o consumidor é que acaba por pagar o “preço” que não é nada barato e pode render muitas dores de cabeça.

problemas com serviços de telecomunicações
problemas com serviços de telecomunicações

Há várias possibilidades de problemas, seja pela insistência de empresas de telecomunicação em desrespeitarem os clientes ou até mesmo por um contrato assinado sem atenção.

Pensando nisso, apresentamos uma lista muito útil para ajudar você a evitar as ciladas de serviços de telecomunicação através de 10 dicas imperdíveis.

 

problemas
Problemas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1)    Você vai contratar um pacote ou serviço de telecom? Então, antes de qualquer coisa, verifique se o valor indicado inicial se trata de uma promoção, até quando esse valor será válido, e quanto ele custará depois. Tudo para evitar um susto na hora da conta.

2)    Antes de realizar a contratação do plano escolhido, leve sempre em consideração quais são os seus reais hábitos de uso, quantas mensagens costuma enviar, qual é a quantidade de minutos que você utiliza, além do volume de dados que realmente precisa.

3)    Todo consumidor que tem pagamento em dia pode solicitar a suspensão do serviço de telecom por um determinado período, que vai de um a quatro meses. O direito pode ser solicitado de forma gratuita, uma vez por ano.

4)    Você vai contratar um plano que tem fidelização? Cuidado, antes de fechar, verifique qual é a duração dessa fidelização, pois o prazo que a Anatel autoriza é de no máximo 12 meses. Qualquer período que ultrapasse isso não estará seguindo a regulamentação.

5)    Você pode mudar a sua operadora, mantendo o seu número, basta solicitar para a operadora nova que ela faça a portabilidade do seu número. A migração de operadora ocorre em um prazo de até 3 dias.

6)    Você vai contratar os serviços por telefone? Então não se esqueça de que mesmo assim você tem direito de solicitar uma cópia da ligação e uma cópia do contrato impressa, basta informar à operadora.

7)    A velocidade média do seu serviço de banda larga fixa precisa ter 70%, pelo menos, da velocidade contratada. Você pode medir a média da sua velocidade através do site: http://brasilbandalarga.com.br/.

8)    Antes de contratar os serviços, não deixe de tirar todas as suas dúvidas, pois a operadora deverá explicar de maneira detalhada tudo o que está incluso e também tudo que o plano ofertado não oferece.

9)    Você sabia que o Código de Defesa do Consumidor também protege você em relação aos serviços de telecomunicação? Caso alguma norma do Código não seja cumprida pela operadora, entre em contato imediatamente com a Anatel para denúncia.

10) Os planos que contam com fidelização são os mais vantajosos, só não se esqueça de que se você cancelar o serviço antes do prazo estipulado no contrato – haverá a cobrança de multa.

 

Siga essas dicas para evitar as ciladas mais comuns dos serviços de telecomunicação, e garanta sempre os seus direitos, pois o Código de Defesa do Consumidor e a Anatel estão aí para proteger você.