Categorias
Dicas

Aterramento exclusivo ou separado? Dicas, passo a passo

O sistema de aterramento pode ser considerado como um conjunto de medidas que tem como objetivo principal várias funções, como o desligamento automático dos dispositivos de proteção, como o DR e os disjuntores, além do controle de tensão, estabilização do sistema de energia frente aos transitórios, escoamento das cargas estáticas, além da segurança de pessoas e dos animais, na equipotencialização do sistema fornecendo planos de referência para os equipamentos eletrônicos. Isto não significa que não tenhamos relação com os demais itens em que o aterramento participa.

Aterramento da caixa de inspeção – Dicas
Haste de aterramento – Dicas
Como fazer a medição do aterramento

Vamos a uma breve explanação sobre a necessidade do aterramento em circuitos eletrônicos. Os circuitos eletrônicos atuais usa o aterramento como sua referência para a tensão de alimentação em DC.

 

Começamos com o uso do sistema de aterramento dos sistemas de força para aterrar equipamentos sensíveis, porém devido a vários problemas como circulação de correntes de diversas fontes, induções eletromagnéticas, correntes de neutro, descargas atmosféricas esta referência deixa de ser “quieta”, causando problemas para o circuito sensível.

 

O segundo passo foi criar sistemas isolados, ou seja, criar um sistema independente do sistema de força para que este fosse a referência para os equipamentos eletrônicos. A ideia foi interessante, mas esbarrou em 3 problemas. O primeiro foi com relação aos acoplamentos resistivos e capacitivos, pois criar um sistema de aterramento separado exigiria distâncias grandes e, assim poderia haver problemas tanto de localização como criação de loops e problemas para equalizar altas frequências.

 

Mas o principal deles foi com relação à segurança, uma vez que circuitos com aterramento isolado, que usam a carcaça metálica como referência, não estariam equipotencializados com o sistema de força, podendo causar riscos para as pessoas, ou do contrário, equalizando o potencial dos invólucros, mas não dos sistemas poderia criar um potencial diferente e causar danos aos circuitos. Partiu-se então para criação do sistema de ponto único, que cria um sistema exclusivo para aterramento dos equipamentos sensíveis, porém este sistema exclusivo não é isolado, pois é equalizado com os demais sistemas de aterramento existentes na edificação. Veja abaixo uma representação deste sistema.

 

Podemos observar que as referências dos circuitos eletrônicos são interligadas em uma barra de aterramento diferente do sistema de aterramento da carcaça, mas esta barra do aterramento dos circuitos eletrônicos é equipotencializada com os demais sistemas de aterramento, formando um único eletrodo. O último passo da evolução do sistema de aterramento foi a criação da Malha de Terra de Referência (MTR) ou Signal Reference Grid (SRG), que resolveu o problema principal dos demais sistemas que é a equalização para altas frequências. Com o mesmo princípio do sistema de ponto único, o objetivo é reunir todos os pontos de aterramento eletrônico em um ponto, que neste caso é uma malha que pode estar instalada abaixo do piso elevado de salas. Veja a representação abaixo:

 

Da mesma forma que o sistema de ponto único, a malha de referência de sinal deve ser interligada ao sistema de aterramento da edificação para garantir a equipotencialização dos aterramentos, garantindo assim a segurança de todos e o bom funcionamento dos sistemas de proteção.

 

Categorias
Dicas

Aterramento a caixa de inspeção – dicas, passo a passo

A caixa de inspeção é um acessório muito importante e que é usado desde que o imóvel foi construído para aterramento. O aterramento é um detalhe primário que deve ser feito lá no começo da construção, caso contrário pode ser que tenha trabalho para ser feito posteriormente. No projeto da construção da casa, o aterramento deve ser pensado juntamente com os demais detalhes, após a finalização da construção fica mais díficil realizar o aterramento.

Nas construções atuais, o uso de aterramento está sendo cada dia mais comum, ainda mais por que eles são essenciais para garantir uma melhor condução da energia dentro do imóvel. Quando uma casa não é feita com aterramento e o interessado deseja implantar, uma maneira fácil de resolver isso e sem precisar quebrar ou fazer qualquer outro tipo de reforma é através do aterramento da haste diretamente no solo.

Aterramento a caixa de inspeção - dicas, passo a passo
Aterramento a caixa de inspeção – dicas, passo a passo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Muitas das vezes, esse aterramento da haste é feito no jardim de inverno, mas não é grande parte das casas que possuem esse espaço, mas quando possuem facilita demais a instalação desse aterramento. Existem vários modelos de caixas, e o profissional que fará a instalação é o mais indicado para recomendar qual modelo vai atender as necessidades do seu ambiente.

A caixa de inspiração para aterramento é muito importante e nas construções atuais as pessoas tem dada a devida atenção a esse detalhe, tanto que passaram a colocar ela na planta das casas. Embora seja considerado um acabamento na verdade ela não é, pois a sua instalação é recomendada no inicio da obra.

É um detalhe que precisa ser lembrando e construído de acordo com as normas e regras, no início das obras é o ideal, como falamos anteriormente. Busque orientação profissional e peça para que esteja especificado no projeto de sua obra, evitando dores de cabeça futuras.

Procure um profissional da área para que ele possa fazer esse serviço, esse aterramento será muito importante e dará uma segurança maior para o ambiente interno. Sem contar também que ele evita muita queima de eletrônicos quando há queda de energia, que dependendo da região, são constantes. A instalação dessa caixa segue todo um padrão e conexão, por isso deve ser feita por um profissional, nunca esqueça disso!

O preço dessa caixa de inspeção é bem em conta e ao mesmo tempo que é muito importante. O que fica caro mesmo é a instalação da mesma, pois devido a complexidade é importante que um profissional especializado faça o mesmo, logo, é nesse momento que os custos ficam mais caros. Mais se for incluido no seu projeto, os custos serão baixos.

Os modelos mais utilizados são as caixas de inspeção de PVC para aterramento, mas mesmo assim tem muitas variações de modelos, com saídas diferentes, entre outros detalhes. Mas quem vai indicar o material correto é quem faz a instalação, de preferência deve ser um engenheiro elétrico, ele é o mais recomendável para que o trabalho seja feito de forma correta e profissional, isso evita grandes problemas futuros e mais custo com mão de obra.

Categorias
Dicas

Como fazer a medição da corrente do aterramento – dicas, passo a passo

No artigo de hoje, o Portal Eletricista preparou um guia completo para ensinar você a medir a corrente do aterramento. Continue lendo e descubra mais:

A medição da corrente do aterramento deve ser executada para verificar se ele permanece eficiente, já que apenas realizar os passos básicos não é uma tarefa completa, que realmente possibilita saber e atestar a qualidade da corrente.

Recomento A importância do Aterramento e Como fazer a instalação de um chuveiro elétrico.

MEDIÇÃO DA CORRENTE DO ATERRAMENTO – MÉTODO 1

medição da corrente do aterramento com terrômetro
medição da corrente do aterramento com terrômetro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Neste método, iremos medir a resistência do aterramento com o terrômetro, para dessa forma identificar se ele está apto a realizar a proteção elétrica.

 

Passo 1

Faça a medição inicial do aterramento entre o orifício do terra e o orifício da fase.

 

Passo 2

A segunda medição deverá ser realizada entre o orifício do terra e do neutro, com o valor de resposta que seja preferencialmente menor do que 3v, pois quando o valor fica acima, pode ser a indicação de que há algum problema no aterramento.

 

Atenção!

Quando o valor medido entre o terra e o neutro resultar em 0 volt, isso não significará que o aterramento é eficiente, pelo contrário, pode indicar a falta do aterramento.

Meça o aterramento semestralmente ou anualmente, pois há possibilidade de ocorrer oxidações e afrouxamentos dos pinos e das tomadas, que prejudica ainda mais o aterramento.

MEDIÇÃO DA CORRENTE DO ATERRAMENTO – MÉTODO 2

medição da corrente do aterramento com lâmpada
medição da corrente do aterramento com lâmpada

 

 

 

 

 

 

 

 

Um segundo método utilizado para medir a corrente do aterramento, é através de uma lâmpada de 60w, e muitos profissionais consideram até que esse seja o método mais confiável e preciso.

Ele pode ser utilizado para substituir a medição com o aparelho específico, o terrômetro, o que acaba deixando o custo para operação mais econômico.

 

Atenção!

Tome muito cuidado para que os fios não escapem, pois isso poderá fechar o curto e até mesmo causar choques. Para garantir, desligue a chave da casa (geral), faça a conexão dos fios na tomada e só depois ligue a chave novamente.

 

PASSO A PASSO DETALHADO

Materiais

  • Lâmpada incandescente de 60w;
  • Multímetro;
  • Bocal com dois pinos para a lâmpada;
  • Boca tradicional para conectar os fios;
  • Dois pedaços de fio médios com aproximadamente 20 cm e 4 pontas descascadas.

 

  1. Faça o ajuste do voltímetro para ACV (corrente alternada);

 

  1. Se a rede for 110 v, marque 200, e se a rede for 220v, marque 750;

 

  1. Faça a medição da voltagem entre a fase e neutro, e memorize o valor resultante;

 

  1. Conecte finalmente a lâmpada no bocal e parafuse ou enrosque nos conectores ou nos pinos;
  2. Faça a conexão do fio da lâmpada já com o bocal nos orifícios do terra e do fase;

 

  1. Se a lâmpada acender normalmente, faça a medição;

 

  1. Para saber se o aterramento está em boas condições, a diferença entre fase e terra, e fase e neutro, obtidas com a lâmpada conectada deve ser de até 10 volts para as redes que são de 110v e de até 20v para as redes que são de 220v.

 

Tem mais alguma dúvida? O que achou do artigo Como fazer a medição da corrente do aterramento? Deixe os seus comentários. Quem sabe o próximo artigo não pode ser especialmente para você?

Categorias
Dicas Instalações

Importância do Aterramento Elétrico nas instalações elétricas

Nas instalações elétricas de modo em geral, estamos frequentemente preocupados em garantir a segurança na utilização dos nossos equipamentos. Componentes de circuitos como relés, fusíveis ou disjuntores exercem a função de proteger tanto o patrimônio que seria o ambiente no qual estaremos fazendo uso da energia recebida pelo sistema de fornecimento da concessionária,