Categorias
Dicas

Diferença entre os disjuntores DIN e NEMA

Os disjuntores são componentes elétricos que são muito usados no mundo da elétrica. Os disjuntores também são muito conhecidos como chaves de ligar e desligar o padrão de energia. De fato o disjuntor liga e desliga os circuitos elétricos, porém, sua principal função esta relacionada à segurança dos circuitos e da instalação elétrica. O disjuntor é um sistema de segurança dentro do circuito elétrico, contra sobrecargas e curtos-circuitos (DINe NEMA). Quando acontece isso, o disjuntor possui a função de interromper a passagem de corrente no circuito, pois assim o nível corrente elétrico será maior do que o especificado no disjuntor. Além de ele nos proporcionar uma maior segurança, o disjuntor funciona como um dispositivo de manobra. Nas residências o disjuntor possui maior eficácia na proteção dos eletrodomésticos. Sabendo de sua importância nas instalações elétricas, é muito importante que você conheça os tipos de disjuntores mais usados e qual vai se encaixar melhor na necessidade de sua instalação elétrica.

Quais as diferenças de disjuntores ? dicas, passo a passo
Disjuntores DIN – aprenda tudo sobre ele
Motobomba trifásica – aprenda tudo sobre

Disjuntor DIN e NEMA

Os disjuntores DIN e o NEMA são os mais conhecidos e também os mais utilizados na baia de tensão. Porém, eles possuem diferença entre si. Veja a seguir a diferença entre eles:

din

Disjuntores DIN

  • Material de fabricação

– Poliéster ou ureia formaldeído.

  • Capacidade de interrupção de curto-circuito

– Considerando um disjuntor de 25 A, esse modelo tem a capacidade de interrupção na ordem de 4,5 KVA.

  • Características construtivas do disparador magnético

– Possui disparo independente. O seu limiar ocorre com um múltiplo de corrente nominal, sendo assim, independentemente do valor da corrente ele vai possuir sempre dois tipos de atuação, o primeiro é contra o curto0circuito (bobinas) e o outro contra a sobrecarga (Bimetal), atuando independente um do outro.

  • Elemento de fixação

– Este modelo de disjuntor evita a desconexão do cabo através do terminal tipo braçadeira com ranhuras.

  • Elemento de extinção

– Esse modelo possui uma câmera de extinção equipada com alertas múltiplas.

  • Características de contato

– Contatos revestidos de prata, tendo maior resistência térmica e elétrica.

Disjuntores NEMA

  • Material de fabricação

– Uma resina sintética ao calor e quimicamente estável, a Baquelite.

  • Capacidade de interrupção de curto-circuito

– Ele tem a capacidade inferior ao DIN, por exemplo, um disjuntor comum de 25 A do tipo NEMA possui uma capacidade de interrupção de aproximadamente 3kA, 66% da capacidade de um disjuntor do tipo DIN.

  • Características construtivas do disparador magnético

– O disjuntor magnético e a limiar de atuação são pouco sensíveis. A destrava do mecanismo depende da grandeza da corrente de curto-circuito e a proteção é por apenas um elemento bimetal e seu disparador não é bobinado.

  • Elemento de fixação

– Possui bornes com parafusos tipo olhal e isso pode causar soltura do cabo ao longo do tempo.

  • Elemento de extinção

– Os modelos tipo NEMA possui apenas uma chapa dobrada

  • Características de contato

– Possui apenas materiais sintetizados

Podemos concluir que os disjuntores DIN (IEC) possuem uma resposta mais rápida e eficiente em comparação aos disjuntores de padrão norte-americano tipo NENA.

Categorias
Dicas

Quadro de disjuntor – como instalar, tipos, modelos

O quadro de disjuntor (caixa de distribuição, caixa de fusíveis ou quadro de luz) é um aparelho elétrico que serve para abrigar dispositivos de segurança sobretudo fusíveis e disjuntores, sendo fornecido de fios que chegam desde o medidor e distribui em seguida à estrutura elétrica que forma um edifício ou construção.

Quadro de Luz – Detalhes, funcionamento, dicas e especificações
Instalações Elétricas: Montagem de um Quadro de Distribuição
Tabela de disjuntores – Como escolher, normas, tipos, dicas, passo a passo

Este dispositivo é de essencial uso numa residência, prédio ou estabelecimento, pois garante a proteção dos aparelhos elétricos de alguma descarga elétrica ou curto-circuito.

Para lhe orientar melhor sobre como se pode fazer uma instalação adequada desse dispositivo, preparamos um guia abaixo, lembrando que você pode acentuar seus conhecimentos contratando um eletricista ou fazendo um curso de eletricista, acompanhe:

Como instalar um quadro de disjuntor

Antes de tudo é necessário compreender que a instalação de um quadro de disjuntores precisa estar conforme a norma NBR 5410 que regula instalações elétricas que estão no nível de baixas tensões, além disso é necessário que você tome todo o cuidado possível para não se prejudicar com choques ou ter perdas financeiras com o dispositivo e também que você procure estudar e saber a função correta de cada elemento a ser manipulado.

Que ferramentas utilizar:

 

  • Alicate do tipo universal
  • Alicate de corte em direção frontal
  • Chave de fenda
  • Chave do tipo philips
  • Cinta de nylon para a abraçadeira
  • Arco de serra
  • Estilete ou uma tesoura
  • Fita isolante
  • Disjuntores DIN
  • Pente dentado para instalação de Fase

 

 

O que usar para se proteger no momento da instalação:

  • Capacete de Proteção
  • Máscara de Proteção
  • Óculos de Proteção
  • Luvas
  • Botas

 

Passo a Passo para a Instalação

 

  • Encontre o local a ser instalado o quadro de disjuntores, verificando o desenho da construção;

 

  • Verifique se o modelo de quadro de disjuntores que você adquiriu é para se embutido na parede ou ser instalado na parte externa;
  • Distribua os circuitos conformes os fios disponíveis no quadro, procure indicar cada aparelho a ser alimentado pelos cabos, desde de chuveiros elétricos, televisores, lâmpadas, geladeira ao computador;

 

  • Monte os circuitos no quadro conforme essa distruição de lugares que receberão os fios;
  •  
    • Dentro dos eslotes internos procure colocaros disjuntores, seguindo as recomendações do fabricante do quadro, conforme o manual ou o vídeo explicativo da instalação;

     

    • Conecte os disjuntores através do sistema jumping ou pela alimentação fase;

     

    • Termine de conectar os circuitos de fase, terra e neutro diretamente ao disjuntor termomagnético e o disjuntor residual diferencial, ambos djsjuntores garante uma segurança contra altas tensões e curto-circuitos;

     

    • Tente por o parte que engloba os disjuntores sobre o suporte correspondente no quadro com cuidado ao fechar a tampa;

     

    • Prepare o suporte que receberá o barramento neutro e terra;

     

    • Realize as conexões de fios dos barramentos neutro, terra, fios de alimentação fase diretamente aos disjuntores correspondentes;

     

    • Finalizando este procedimento feche a tampa, emparafuse todos os lugares necessários, e em seguida teste o funcionamento do quadro de disjuntores ligando algum aparelho.

     

    Tipos

    Monofásico com DTM

  • quadro-de-disjuntor2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Monofásico com DR

quadro-de-disjuntor3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Trifásico ou Bifásico com DTM

quadro-de-disjuntor4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Trifásico ou Bifásico com DR

quadro-de-disjuntor5

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Modelos

Para motivo de esclarecimento ao leitor, nos reservamos a mostrar dois exemplos comerciais padrões de duas fabricantes de quadros de disjuntores mais usados nas construções e instalações elétricas em solo nacional.

Quadro Distribuição Embutir para 3/4 disjuntores

quadro-de-disjuntor6

 

 

 

 

 

 

Como a própria figura acima demonstra, este produto tem um desenvolvimento adequado de forma que abriga os dijuntores, dispositivos de segurança elétrica, recebendo os fios que saem do medidor e consequentimente distruindo os circuitos elétricos dispostos na instalação  para alimentar a construção ou residência. Este quadro é recomendado para ambientes como residências, indústrias, comércios, prédios, paredes com gesso, azulejs ou de alvenaria.

Como instalar:

https://www.youtube.com/watch?v=FbQlfMOsuCg

 

Quadro de Distribuição 4 DIN Mosaico

quadro-de-disjuntor7

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Essa linha de quadro possui um apelo visual obviamente, mas o interessante é a utilização de 4 disjutnores DIN, dando uma maior segurança de instalação elétrica aos ambientes que podem ser residenciais, prediais ou comerciais.

Como instalar:

https://www.youtube.com/watch?v=TFquaM16v5I

 

Categorias
Dicas

Tabela de disjuntores – Como escolher, normas, tipos, dicas, passo a passo

Um disjuntor é uma ferramenta eletromecânica, que tem função semelhante a de um interruptor automático, funcionamento como um protetor de um determinado circuito ou estrutura elétrica evitando queimas de circuitos, danos como choques elétricos e descargas elétricas em residências, prédios e estabelecimentos.

Este item está presente desde o fundamento das construções hoje em dia, encontramos ele presente no quadro de luz aos mecanismos complexas das máquinas das indústrias automobilísticas e metalúrgicas.

Como dimensionar disjuntor trifásico – dicas, passo a passo
Como colocar um disjuntor em uma fase diferente
Como determinar se o terminal superior de um disjuntor é par ou ímpar

tabela-de-disjuntores

 

 

 

 

 

 

 

Dentre os disjuntores mais utilizados nas construções um dos que mais se destacam pela sua eficiência é o Disjuntor DR. A seguir podemos acompanhar uma tabela de disjuntores com especificações a respeito desse dispositivo.

tabela-de-disjuntores2

Podemos verificar as características dos disjuntores monopolar, bipolar e seus tipos A e AC, conforme suas correntes nominais estão dispostas juntamente com a corrente nominal residual.

Os disjuntores DR que possuem corrente residual nominal com parâmetro 30mA são utilizadas para proteger os dispositivos elétricos e pessoas presentes de queimas de materiais, curtos-circuitos e choques elétricos mortais.

Escolhendo o disjuntor certo de acordo com as normas

Na hora de instalar algum componente é de enorme importância que você obedeça a normas e padrões para evitar algum transtorno futuro.

Indica-se que utiliza um disjuntor em construções com corrente nominal (In) igual ou maior ao do circuito que será protegido numa relação que compreende a expressão:

tabela-de-disjuntores3

 

 

 

Ficando a corrente nominal entre os valores 34A e 41A. Abaixo podemos verificar uma tabela explicativa sobre essa norma:

tabela-de-disjuntores4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seguindo a instrução da Norma NBR NM 60898, se você for realização uma instalação numa residência terá que seguir a risca a regulamentação conforme registrado na tabela acima.

Se o circuito possui tensão de 127V, obrigatoriamente o disjuntor deverá ser monopolar, por motivos de segurança.

Há também a determinação que em circuitos com emprego de tomadas, não se utilize de fios com espessuras menores que 2,5 mm.

Tipos de disjuntores

Existem vários tipos de disjuntores com especificações e correntes diferentes mas eles em absoluto servem para proteger circuitos e instalações elétricas. Podemos dividir os disjuntores em três categorias, em ambas as especificações os disjuntores possuem curvas diferentes:

  • Disjuntor unipolar – como o próprio nome sugere, esse é um disjuntor que funciona sob apenas uma fase, como circuitos de curto alcance que envolvem sistemas de iluminações, instalações monofásicas de 127v e 220v.
  • Disjuntor bipolar – este é um tipo de disjuntor que funciona sob duas fases, como tomadas com instalação elétrica bifásica e chuveiros elétricos bifásicos sobre corrente de 220v.
  • Disjuntor tripolar – esse disjuntor funciona sobre três fases em sistema elétricos com aparelhos elétricos com correntes de 220v e 380v.

tabela-de-disjuntores5

 

Para determinadas instalações e circuitos elétricos existem determinados disjuntores apropriados que você deverá verificar a corrente potente.  Você poderá entrar em contato também junto a algum eletricista para ter total certeza e segurança no momento de realizar maiores ajustes e detalhes em alguma instalação elétrica.

Para realizar um compra segura faça um orçamento de quantos disjuntores e um levantamento de quais tipos de disjuntores sua construção precisa junto ao mestre de obras e projetista, conforme assinalado no desenho da obra e procure lojas especializadas de material elétrico e de construção.

Categorias
Dicas

Como evitar que os disjuntores desarme – passo a passo, dicas

Você já deve ter percebido que aqui no Portal Eletricista falamos muito sobre disjuntores, afinal, eles são responsáveis por um sistema de proteção muito importante.

Um disjuntor atua como sistema de segurança, pois quando a sua capacidade é ultrapassada, ele desarma para proteção. Esse desarme interrompe a corrente elétrica, evitando dessa forma o superaquecimento, que poderia em alguns casos até causar um incêndio no local.

Antigamente, esse trabalho era realizado com os fusíveis, mas pelo fato de um fusível queimar e ser necessário trocá-lo, o disjuntor é muito mais moderno e viável, já que possui uma mola responsável por desarmar o circuito, e depois é só ligar ele novamente para que a corrente elétrica volte a funcionar, sem a necessidade de substituir a peça.

Recebemos algumas dúvidas de leitores que desejam saber como evitar que os disjuntores desarme, e para aprofundar mais no assunto, fizemos um guia a seguir que você não pode deixar de ler.

Como evitar que os disjuntores desarme - passo a passo, dicas
Como evitar que os disjuntores desarme – passo a passo, dicas

 

MOTIVO COMUM PARA OS DISJUNTORES DESARMAR

A sobrecarga do sistema sem dúvidas é o motivo mais comum de um disjuntor que desarma. Casas antigas, por exemplo, podem sofrem com esse problema, já que muitas vezes as instalações elétricas antigas não foram projetadas para ligar um grande número de aparelhos que precisam de energia.

Há ainda a possibilidade de o circuito ficar sobrecarregado por causa de novos equipamentos instalados que têm uma potência maior ao que o projeto elétrico suporta. Vamos supor que você tenha instalado um chuveiro muito mais potente do que o projeto inicial, por exemplo. Esse seria um motivo claro para que o seu disjuntor desarme, pois é uma forma de ele proteger o sistema do superaquecimento.

 

COMO EVITAR

Neste casso, será necessário entrar em contato com um eletricista para que ele avalie o sistema, e se for necessário, faça a substituição por um disjuntor que suporte uma potência maior, e lembre-se que um disjuntor com amperagem maior, precisa de fiação equivalente, verifique isso com o profissional.

 

OUTROS MOTIVOS PARA O DISJUNTOR DESARMAR

Os fios conectados ao disjuntor também podem ter algum problema de instalação, isolamento e até mesmo estarem frouxos. É bacana chamar o eletricista, pois apesar de a resolução ser fácil, só ele terá a certeza de que a causa do problema é realmente essa.

Alguns dos seus aparelhos que demandam energia também podem estar danificados, causando assim uma fuga de corrente que sobrecarrega o sistema e faz o disjuntor desarmar. Na hora da inspeção, é fundamental verificar os aparelhos também, pois a causa pode estar neles.

Se você mora em apartamento, o problema pode ser no cabo que leva a energia para todos os apartamentos. Nestes casos, é bacana verificar primeiro se o problema é dentro do seu apartamento, e caso não seja, entrar em contato com o síndico com uma solicitação para que a fiação do condomínio seja verificada.

Fique de olho, pois o Portal Eletricista está cheio de novidades imperdíveis e para não perder nada basta continuar nos acompanhando.

 

Até a próxima!