Categorias
Dicas Eletricista Instalações

Técnicas para emendas em instalações eletrica residencial

Essa tarefa é comum em qualquer serviço de elétrica que ira fazer, no entanto seja por mau habito ou mesmo por falta de conhecimento, é muito comum que muitos profissionais não façam essa tarefa adequadamente, assim não prevenindo a segurança e funcionalidade.

Além disso, essas má emenda são os principais motivos para um problema no circuito, devendo assim evitar o máximo para que não haja dores de cabeça futuras.
Aprenda como fazer a instalação de ar condicionado split
Como fazer a instalação de quadro de distribuição
Como montar transformador monofásico
Emendas num condutor podem causar perdas significativas por dissipação de calor, caso a emenda não seja feita corretamente, ou seja, má isolada. Com o tempo e o desgaste pelo aquecimento podem inutilizar essa parte da instalação.

A seguir algumas dicas de como fazer uma emenda correta e com o mínimo de perdas;

Dicas:

A decapagem das extremidades dos condutores deve ser feita com ferramentas apropriadas, e de um tamanho mínimo de 40 vezes a bitola do fio.

Nunca utilize de estiletes para desencapar fios, pois o estilete é flexível e frágil, inadequado para trabalhos robustos. Caso não possua uma ferramenta especializada, utilize um canivete para tal fim.

Para isolar a emenda enrole a fita isolante igual à espessura da isolação do próprio fio. Não utilize pouca fita, isso pode causar perda de calor e sobreaquecimento.

Para a junção dos fios, utilize um alicate universal, pois ele conclui melhor a emenda, assim não tem perigo das pontas furar a isolação.

Sempre que possível fazer a soldagem das emendas elétricas, para maximizar a resistência mecânica e a condutividade, já que o estanho usado na solda funciona preenchendo todo os espaços deixados pelo trançado da emenda.

Técnicas:

Emendas do tipo prolongamento:

É a emenda utilizada para aumentar o comprimento do condutor, feita simplesmente trançando os fios. Neste tipo de emenda, é importante usar condutores de mesma bitola para não prejudicar demais a condutibilidade do fio.

  • Condutores rígidos:

Para os fios rígidos, deixe os dois condutores desencapados formando um ângulo de 90°, usando um alicate universal para mantê-lo unidos. Com a outra mão apenas gire assim mantendo as partes juntas. Mantenha o ângulo ate que tenha obtido todo o fio traçado.

 

Dobre para dentro as pontas para que não tenha perigo de furar o isolante. Esta emenda é bem conhecida como rabo de rato e após isto é só soldar e isolar.

  • Condutores flexíveis

Assim como os fios rígidos, faça o ângulo de 90°, trace as pontas com o dedo, sempre no mesmo sentido e deixando o ângulo.

Para finalizar utilize um alicate universal para fazer o aperto e cortar as pontas afiadas. Para fazer a isolação, dobre toda a parte viva sobre o condutor, dando aspecto de fio continuo, e isole.

Categorias
Dicas

O que é melhor fio sólido ou cabo flexível?

Quando você resolve realizar um circuito de tomada ou mesmo que seja de iluminação em seu imóvel, por mais que você contrate um profissional da área sempre ocorrerá a dúvida sobre a utilização de fios ou cabos, qual é o melhor para a situação em questão.

Cabo PP – dicas
Como passar um cabo de energia
Eletrofita – dicas

O que acha, o cabo é melhor que o fio?

Essa é uma das principais questões levantadas entre profissionais e curiosos. Vamos a resposta, em partes para que fique melhor para você entender. De acordo com a norma técnica NBR 5410, que especifica as instalações elétricas de baixa tensão no Brasil, fica determinado que para a seção mínima (bitola) para as tomadas de uso geral é 2,5mm² e para os circuitos de iluminação é 1,5mm², independente de ser fio sólido, cabo rígido ou cabo flexível, pois possuem a mesma capacidade de condução de corrente.

Embora os fios sólidos, cabos rígidos e  os flexíveis tenham exatamente as mesmas aplicações, durabilidade, qualidade e capacidade de transmissão de energia numa mesma seção nominal, a escolha de um ou outro passa pela flexibilidade, ou seja, depende muita da necessidade. “Os cabos flexíveis proporcionam maior facilidade no manuseio. Eles deslizam mais facilmente nos eletrodutos além de deixar mais ágil a instalação. O gerente da SIL alerta que ao instalar cabos flexíveis é necessário uma atenção especial ao descascar as pontas para efetuar as conexões; fio sólido e cabo rígido requerem cuidado no momento de passá-los pelo conduíte, para que a isolação não seja danificada.

E quanto à Preferência regional

A finalidade da instalação definirá a escolha do produto, porém, é imprescindível o correto dimensionamento realizado por um profissional habilitado, que esteja apto a definir a carga necessária para a instalação elétrica do projeto em questão, a quantidade de circuitos (tomadas e pontos de luz), a capacidade dos disjuntores, a seção nominal dos condutores entre outros aspectos.

No entanto, a preferência pela utilização de fios ou cabos nos projetos de eletricistas e instaladores ainda segue fortes aspectos culturais, que variam de região para região do País. Observam-se diferenças marcantes no consumo em cada Estado, embora isto esteja mudando gradativamente, por conta dos novos profissionais, que saem das escolas com melhor conhecimento e entendimento dos produtos disponíveis no mercado e seus benefícios, independentemente da tradição, e pelos preços cada vez mais equilibrados. “Mesmo nos mercados onde a cultura de utilização do fio sólido é mais forte, o cenário está mudando e cada vez mais se utiliza o cabo flexível, devido à facilidade de trabalho que oferece”, confirma o gerente da SIL.

É possível traçar um breve cenário sobre essas demandas: o fio sólido e cabo rígido são mais utilizados no Norte, Nordeste e Centro-Oeste; as regiões Sul e Sudeste consomem mais os cabos flexíveis. A SIL observa também uma maior procura do cordão flexível torcido nos estados do Norte e Nordeste. Já o cordão flexível paralelo é um item bastante utilizado em todo o Brasil. “Imaginamos que a difusão de informações de tecnologia, segurança e preços semelhantes deverão, em breve, modificar este quadro”, conclui.

Categorias
Dicas

Conceito de Fio Neutro – como é gerada a condução, identificação, dicas, passo a passo

Em uma contextualização extremamente prática e resumida, o condutor do fio neutro, também conhecido como fio neutro, conta com uma diferença de 0 (zero) volts em comparação com o fio terra, o que isso quer dizer basicamente, é que não existe nenhuma distinção de um potencial entre estes dois tipos de condutores. Entretanto, não é nada adequado nomear o condutor neutro de condutor neutro, já que se tratando de uma alternada (também chamada de concessionário), como se trata neste caso especifico, não há constatação de uma polaridade fixa.

Conceito de Fio Neutro - como é gerada a condução, identificação, dicas, passo a passo
Conceito de Fio Neutro – como é gerada a condução, identificação, dicas, passo a passo

Saiba mais sobre Geração do condutor neutro

A corrente contínua seria corresponde a corrente da bateria, enquanto que o condutor ou fio neutro é concebido pela espécie de ligação interna existente no equipamento do transformador. Geralmente, não há como existir uma circulação própria de corrente e de tensão com relação a Terra.

Saiba mais sobre Fases e suas respectivas tensões

Em um transformador com a saída (secundário) determinada em 220 Volts possuiria as tensões que serão registradas a seguir: entre fases = 220 Volts e entre fases e Neutro=127 Volts

Enquanto que um transformador com a saída (secundário) estabelecida em 380 Volts conta com as tensões estabelecidas na casa de: entre fases = 380 Volts e entre fases e Neutro = 220 Volts

Entretanto, quando nos referimos a um transformador com uma saída (também secundário) com alcance de 440 Volts, podemos compreender que este transformador teria as tensões de acordo com estas cifras: entre fases = 440 Volts e entre fases e Neutro = 254 Volts

Passo a Passo: Saiba como instalar um Ventilador de Teto
Fio terra – passo a passo de como fazer a instalação,onde e como usar, dicas
Fios e Cabos – Como fazer a fiação de um galpão, passo a passo, dicas

Saiba mais sobre Identificação do Fio Neutro

Quando se fala de um condutor neutro é importante frisar a forma com que as demais pessoais e/ou profissionais podem ser capazes de identificar. Neste caso, um condutor ou fio neutro pode ser facilmente reconhecido pela sua característica cor: Azul claro.

Já no que se refere a uma ligação de uma lâmpada com o seu interruptor, o fio neutro, geralmente, terá uma conexão direta com a lâmpada. Desta forma, o fio neutro pode não ser segmentado por um disjuntor ou um fusível. Muito pelo contrário, o condutor neutro precisa ser ligado ao barramento existente para este fim e/ou em dispositivos, tipo DR.

Vale lembrar que o fio neutro necessita ter zero volt, entretanto, em ocorrências, na qual a parte elétrica está implantada em sistema de transmissão de comunicação por rádio ou TV, há algo a mais, que é a indução magnética. A partir daí, no decorrer do neutro é realizado o desacoplamento para não ocorrer esta falha.

Categorias
Dicas

Quais são os perigos do fio (fiação) branco(a) no terra? dicas, passo a passo

O sistema de fiação de uma casa conta com cores diferentes, e cada uma delas representa uma determinada função, a cor preta, é considerada “quente”, enquanto a branca é o “neutro” e o fio desencapado ou verde representa o terra. Basta olhar na área interna de um painel de disjuntores para verificar que tanto o neutro quanto o terra estão ligados a tiras comuns que são combinadas. Por eles ficarem eletricamente ligados, muitas pessoas inexperientes acreditam que o fio terra e o neutro fazem parte do mesmo circuito, mas na verdade eles não fazem.

As normas de fiação exigem que os fios: neutro e terra nunca sejam misturados, pois há vários perigos causados por isso, e você confere quais são eles a seguir:

 

DISJUNTOR AFETADO

Os disjuntores desativam quando um curto acontece entre a fiação quente e neutra. O objetivo do terra é desviar o possível aumento para a área da haste de terra. Quando os fios neutros e terra são invertidos, esse pico de tensão acaba por retroalimentar o disjuntor, ou seja, danifica-o por dentro, causando problemas de funcionamento em próximos curtos.

 

PERIGOS EM ELETRODOMÉSTICOS

Os eletrodomésticos, como por exemplo, as geladeiras detectam a corrente entre o quente e o neutro. O fio terra fica ligado diretamente à área do chassi do eletrodoméstico em questão. Quando o neutro e o terra ficam invertidos, novamente a eletricidade passa por uma retroalimentação através do próprio chassi do aparelho. Dessa forma, a área exterior, como o puxador de metal, ficará com eletricidade fluindo, o que pode ser um grande perigo de eletrocussão. Além disso, o refluxo de energia elétrica compromete a potência e reduz a longevidade do aparelho.

 

POSSIBILIDADE DE LOOP NO TERRA

Os fios terra de uma casa precisam ter zero volts. Quando um neutro e um terra são invertidos, há a possibilidade de um loop no terra, ou seja, diferentes níveis de tensão atuando em diferentes pontos do seu aterramento. Assim, os aparelhos provavelmente não funcionarão corretamente, além de trazer perigos para os aparelhos mais sensíveis.

 

PERIGOS DE INCÊNDIO

O incêndio na área elétrica é um perigo que não pode ser esquecido, pois ele é real, e pode acontecer nesses casos.

As situações de tensão acima do esperado, desenvolvidas pela inversão podem levar a um incêndio, e há possibilidade até mesmo de faíscas que iniciam um perigo real de incêndio.

 

FIQUE ATENTO!

Os perigos da fiação branca no terra são reais, e caso você observe isso, é fundamental entrar em contato imediatamente com um eletricista qualificado, para que ele verifique e solucione o problema.

Sempre precisamos pensar nos riscos, pois a prevenção é a melhor forma de evitar perigos e até mesmo acidentes que podem afetar muito a sua casa e a sua família.

 

E você, conhece outros perigos originados pela fiação branca no terra? Compartilhe com a gente a sua experiência, e vamos criar um debate para evidenciar ainda mais esse problema.

 

Não deixe de nos acompanhar, estamos preparando muitas novidades para você!